Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PP, de Maluf, ameaça trocar Padilha por Skaf

No último dia de convenções eleitorais, o Partido Progressista (PP) ameaça abandonar a aliança com o PT ao governo de São Paulo. Há um mês, Alexandre Padilha (PT) comemorou o anúncio de apoio do PP com Paulo Maluf. A Executiva do PP paulista se reunirá na noite desta segunda para decidir se o partido trocará Padilha pelo candidato do PMDB ao Palácio dos Bandeirantes, Paulo Skaf. O comando nacional do PP já foi avisado sobre a provável debandada. O PP deu prazo até as 17 horas para o PT definir se aceita ou não uma coligação proporcional com os candidatos a deputado do PP. “Com o PT é meio complicado, estamos dando um tempo para ver o que eles passam para o Maluf. Coligar para governador e deputado é o interessante para nós”, disse o deputado José Olímpio (PP-SP). A saída do PT pode tirar de Padilha cerca de 1 minuto e 30 segundos do tempo de TV no horário eleitoral gratuito. “Foi uma surpresa. Desde sexta-feira eu ouvia falar de movimentos do PP, mas não estava acreditando. Agora me avisaram que o senador Ciro Nogueira [presidente nacional do PP] havia anunciado que, quase por unanimidade, a base do PP manifestou apoio à nossa candidatura”, disse Skaf, na convenção do PSD em São Paulo, que formalizou a aliança com o partido e a candidatura ao Senado de Gilberto Kassab. (Felipe Frazão, de São Paulo)