Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Por que Ludmilla virou o novo alvo dos apoiadores de Bolsonaro

Cantora enfrenta polêmica parecida com a que envolveu a atriz Cláudia Raia

Por Victoria Bechara
14 mar 2023, 13h46

Parlamentares bolsonaristas estão usando as redes sociais para atacar o governo federal por autorizar a captação de verbas para uma produção que contará a história da cantora Ludmilla. As informações, no entanto, foram distorcidas pelo deputado Mário Frias (PL-SP), ex-secretário especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro.

Em uma publicação no Twitter, Frias afirmou que quase 5 milhões de reais foram aprovados “para produção de um programa a ser apresentado em televisão, baseado na história da cantora e apresentado por ela.” Ele ainda publicou uma foto de Ludmilla ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O L de milhões”, escreveu. 

Um despacho da Agência Nacional do Cinema (Ancine), publicado no Diário Oficial da União, de fato autorizou a captação de recursos para o filme Ludmilla – Solta a Batida. O valor aprovado é de 4,9 milhões de reais e o pedido foi feito pela produtora Filmes do Equador, que não tem qualquer relação com a cantora. Ludmilla esclareceu que não tem vínculo com o projeto e não participará da apresentação ou captação de recursos, e chamou Frias de “desinformado e mal-intencionado”. 

Após a publicação de Frias, outros parlamentares bolsonaristas, como os deputados Daniel Freitas (PL-SC) e Junio Amaral (PL-MG) espalharam a mentira que a cantora receberia o dinheiro para a produção do projeto. “Agora é a vez da Ludmilla receber 5 milhões da Lei Rouanet. Lula não mentiu sobre a picanha, ele apenas não contou que era para os “artistas”. Viva o “Pai dos Pobres”!”, escreveu o deputado Marcelo Álvaro Antônio (PL-MG), ex-ministro do Turismo de Bolsonaro. O deputado estadual Bruno Engler (PL-MG) chamou Ludmilla de “maconheira” e disse que a “pelegada está sendo paga” via Lei Rouanet.

Continua após a publicidade

Em janeiro, o alvo dos bolsonaristas foi Claudia Raia. A atriz teve pouco mais de 5 milhões de reais aprovados, por meio da Lei Rouanet, para a produção de duas apresentações.

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.