Clique e assine a partir de 9,90/mês

Pesquisa revela como pensa o eleitor do PT

Imagem do “presidente que não sabia de nada” deu lugar a outra, a do político que “rouba, mas fez algo por mim”

Por Roberta V. Bordoni - 8 abr 2018, 09h28

O partido em frangalhos, quase meia dúzia de companheiros presos e uma condenação por corrupção passiva nas costas. Era de esperar que a esta altura a popularidade do ex-presidente Lula tivesse virado pó. Mas não foi o que ocorreu. Nas últimas pesquisas de intenção de voto para presidente, o petista mantinha o favoritismo. Segundo um levantamento do Datafolha divulgado em janeiro, Lula tinha o apoio de 34% dos brasileiros — e uma distância folgada do segundo colocado, Jair Bolsonaro, então com 15%.

Uma pesquisa do Ideia Big Data — feita ao longo do mês de março com 580 pessoas em 27 estados brasileiros — ajuda a entender o eleitor do PT. No levantamento, realizado com exclusividade para VEJA, esse grupo era composto de eleitores “típicos” de Lula — concentrados nas classes C, D e E e moradores de bairros populares.

O estudo concluiu, por exemplo, que a imagem do “presidente que não sabia de nada” deu lugar a outra, a do político que “rouba, mas fez algo por mim”. “Se muitos políticos roubam, por que estão querendo prender justo o que defendeu os pobres?”, diz morador do Recife (PE) e apoiador do ex-presidente.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Continua após a publicidade

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Publicidade