Clique e assine com 88% de desconto

Pesquisa: numa disputa com a esquerda, Bolsonaro é mais forte que Moro

Levantamento VEJA/FSB mostra presidente vencendo todos os cenários em que tem o nome testado; ministro vai bem, mas fica 8 pontos atrás do chefe

Por João Pedroso de Campos - 23 ago 2019, 06h30

De acordo com o capítulo da pesquisa VEJA/FSB dedicado aos cenários para a eleição presidencial de 2022, o presidente Jair Bolsonaro vence em todas as simulações que testam seu nome. Ele tem 35% das preferências no primeiro turno em relação a Fernando Haddad (PT, 17%), Ciro Gomes (PDT, 11%), Luciano Huck (sem partido, 11%), João Amoêdo (Novo, 5%) e João Doria (PSDB, 3%).

O resultado reflete o chamado “recall” da recente disputa eleitoral — os três mais bem colocados no primeiro turno de 2018 ocupam, na mesma ordem, as primeiras posições no levantamento. “O presidente está ganhando o terceiro turno. Bolsonaro alimenta relações políticas turbulentas enquanto mantém um casamento estável com seu eleitorado”, diz o cientista político Antonio Lavareda.

Um nome que poderia ofuscá-lo como candidato da situação a 2022, o ministro Sergio Moro, aparece bem no cenário em que substitui o presidente, liderando com 27%. Apesar disso, não repete o desempenho do chefe, ficando 8 pontos abaixo — e perdendo para o somatório de votos de candidatos mais à esquerda, como Fernando Haddad (18%) e Ciro Gomes (13%).

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Publicidade

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

 

Publicidade