Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para abrigar Mercadante, Dilma demite ministro da Educação

Dilma se reuniu com Renato Janine Ribeiro para avisar sobre demissão do cargo, que deve ficar de novo com Aloizio Mercadante

A presidente Dilma Rousseff demitiu nesta quarta-feira o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro. A pasta deverá abrigar o atual ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, que será desalojado do cargo na reforma ministerial. O mais cotado para assumir a vaga de Mercadante é o atual ministro da Defesa, Jaques Wagner, nome indicado pelo ex-presidente Lula.

Ao contrário do ex-titular da Saúde, Arthur Chioro, demitido na terça-feira pelo telefone para dar lugar a um nome do PMDB, Janine foi pessoalmente informado da decisão por Dilma na tarde desta quarta. “A presidente reconheceu e agradeceu o trabalho do ministro no MEC”, informou a assessoria do ministério.

Apontado como um político arrogante e difícil no trato, Mercadante será realocado na Educação, ministério que já ocupou no passado, para não ser despachado de vez do governo. No cabo de guerra do petismo, a troca ministerial é uma vitória do ex-presidente Lula, que não só vai instalar um apadrinhado na Casa Civil, como derrotar Mercadante, que não o agradava no papel de conselheiro de Dilma.

Questionado sobre a troca ao deixar nesta quarta uma comissão da Câmara, Jaques Wagner não confirmou a mudança para a Casa Civil, mas afirmou que assumiria a tarefa caso fosse convocado. A reforma deve ser anunciada pelo Planalto nesta quinta.

Acadêmico e ensaísta, Janine assumiu o posto há apenas cinco meses. Ele foi nomeado no lugar de Cid Gomes, demitido do cargo depois entrar em atrito com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Leia mais:

Mudanças de Dilma indicam um ministério ainda pior