Clique e assine a partir de 8,90/mês

Manifestantes tomam o Aeroporto de Congonhas, onde Lula depôs

Até o boneco Pixuleco compareceu ao local. Militância petista chegou (atrasada) para prestar apoio ao ex-presidente

Por João Pedroso de Campos e Ulisses Campbell - Atualizado em 10 dez 2018, 09h38 - Publicado em 4 mar 2016, 10h46

O Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, é alvo de protesto nesta sexta-feira. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado para a base da Polícia Federal no aeroporto para prestar depoimento. O petista é alvo de um mandado de condução coercitiva expedido na 24ª da Operação Lava Jato, que fez também devassas no apartamento de Lula em São Bernardo, na sede do Instituto Lula e em outros endereços ligados ao petista, como o sítio em Atibaia e o tríplex no Guarujá. Manifestantes se reuniram em frente à base da PF e gritam palavras de ordem, como ‘Nossa bandeira jamais será vermelha’. O boneco Pixuleco também está no local.

https://www.youtube.com/watch?v=SPhisBtcgxI

Até por volta das 10 horas, apenas uma pessoa havia aparecido para defender Lula: o ex-deputado e mensaleiro Professor Luizinho. Pouco depois, chegou o deputado estadual Devanir Ribeiro, que empurrou um cinegrafista, provocando tumulto. Ele precisou sair escoltado pelos seguranças do aeroporto. Também está presente o vereador de São Paulo pelo PCdoB Jamil Murad.

Militantes do PT só chegaram ao local por volta das 11 horas, também entoando palavras de ordem e gritos como: “Lula, guerreiro do povo brasileiro”. Houve princípio de confusão entre os dois grupos, que foram isolados pela Polícia Militar.

https://www.youtube.com/watch?v=PkidfHgloJk

Continua após a publicidade
Publicidade