Clique e assine com 88% de desconto

Leia a íntegra da nota de demissão do ministro

Nascimento deixa cargo quatro dias após VEJA mostrar esquema de corrupção

Por Da Redação - 6 jul 2011, 16h56

Quatro dias após VEJA mostrar o funcionamento de uma esquema de pagamento de propina para o PR dentro do Ministério dos Transportes, o titular da pasta, Alfredo Nascimento, deixa o cargo. A decisão aconteceu em uma reunião da cúpula do partido no Palácio do Planalto nesta quarta-feira. Antes da queda, o ex-ministro foi alvo de outras denúncias que atingiram desde sua prestação de contas das eleições de 2010 até os negócios de seu filho, Gustavo Morais Pereira. Leia abaixo a íntegra da nota do Ministério dos Transportes, divulgada na tarde desta quarta, em que Alfredo Nascimento oficializa sua saída do comando da pasta:

O Ministro de Estado dos Transportes, senador Alfredo Nascimento, decidiu deixar o governo. Há pouco, ele encaminhou à presidenta Dilma Rousseff seu pedido de demissão em caráter irrevogável.

Com a determinação de colaborar espontaneamente para o esclarecimento cabal das suspeitas levantadas em torno da atuação do Ministério dos Transportes, Alfredo Nascimento também decidiu encaminhar requerimento à Procuradoria-Geral da República pedindo a abertura de investigação e autorizando a quebra dos seus sigilos bancário e fiscal. O senador está à disposição da PGR para prestar a colaboração que for necessária à elucidação dos fatos.

Alfredo Nascimento reassumirá sua cadeira no Senado Federal e a presidência nacional do Partido da República (PR) coloca-se à disposição de seus pares para participar ativa e pessoalmente de quaisquer procedimentos investigativos que venham a ser deflagrados naquela Casa para elucidar os fatos em tela.

Publicidade