Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kim retira candidatura e apoiará candidato do Novo para presidir a Câmara

Coordenador do MBL afirmou que ele e Marcel Van Hattem 'pensam da mesma maneira' e que, por isso, não há 'razão para competir'

O deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) anunciou nesta quarta-feira 23 a retirada da sua candidatura a presidente da Câmara dos Deputados. Coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL), ele afirmou em suas redes sociais que vai apoiar a candidatura do também novato Marcel Van Hattem (Novo-RS).

“Eu e o Marcel Van Hattem pensamos da mesma maneira, não há razão para competirmos. Retiro minha candidatura e dou todo meu apoio, junto do MBL, a sua candidatura! Juntos por um Brasil Livre!”, escreveu.

Aos 22 anos, Kim chegou a entrar no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo direito de ser candidato, uma vez que a interpretação atual da lei é a de que você precisa ter 35 anos para disputar o cargo, que está na linha de sucessão da Presidência da República. Com 33, Van Hattem deve ter o mesmo empecilho, mas se baseia em avaliações jurídicas de que o impedimento é apenas para candidaturas a presidente do Brasil e não teria efeito sobre eleições internas do legislativo.

Apesar de ser filiado ao DEM, Kim Kataguiri, estudante de direito que ganhou visibilidade durante as manifestações pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016, não contava com o apoio do partido para a sua candidatura, fechado com a intenção de reeleição do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A candidatura de Marcel Van Hattem, que tem baixa viabilidade eleitoral visto que o Novo possui apenas oito deputados federais na Câmara, exercerá o papel de marcar a posição do partido Novo, que busca se distanciar dos políticos considerados como da “velha política”.