Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça mantém Odebrecht e presidente da Andrade Gutierrez presos

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou nesta sexta-feira pedido de liberdade apresentado pelo presidente da construtora Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, e também rejeitou colocar em liberdade o presidente do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht. Os dois foram presos em 19 de junho, na 14ª fase da Operação Lava Jato, por suspeitas de participar de um esquema de fraude em contratos na Petrobras e de distribuição de propina a agentes políticos. Por motivos diferentes, os desembargadores rejeitaram a possibilidade de tirar os executivos da cadeia. No caso de Marques de Azevedo, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto disse que os processos da Lava Jato indicam que o empresário “tinha conhecimento e envolvimento real com os fatos criminosos”. Ao analisar o habeas corpus impetrado pela defesa de Odebrecht, a 8ª Turma julgou prejudicado o pedido de liberdade, já que o juiz Sergio Moro, responsável pelos processos do petrolão, decretou uma nova prisão preventiva do empreiteiro, fundamentando com novos argumentos, diferentes dos listados no recurso, a necessidade de manter o empresário preso. Nos julgamentos de hoje, o TRF 4 também negou liberdade aos empresário Elton Negrão, César Ramos Rocha, Alexandrino Alencar, Márcio Faria da Silva e Rogério Araújo. (Laryssa Borges, de Brasília)