Clique e assine com até 92% de desconto

Justiça manda prender acusado de tentar extorquir governador João Doria

Homem pediu 5 milhões de reais à primeira-dama de São Paulo para não matar governador; ameaças foram feitas por mensagens em redes sociais

Por Roberta Paduan Atualizado em 30 jun 2020, 22h25 - Publicado em 30 jun 2020, 22h03

O juiz Carlos José Julian, da 1ª Vara Criminal de São Paulo, decretou a prisão preventiva de Hércules Cordeiro Torres, acusado de extorquir 5 milhões de reais do governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

De acordo com as investigações, Torres fez as ameaças enviando mensagens de texto e áudio a uma rede social de Bia Doria, esposa do governador, pedindo dinheiro para que uma facção criminosa não matasse o chefe do Executivo paulista.

Ouvido pela polícia, o homem confessou que havia feito as ameaças, mas alegou que pretendia apenas assustar o governador e sua família.

  • Torres já está preso preventivamente desde maio por um crime semelhante: ameaça de morte e tentativa de extorsão do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, a quem pediu 3 milhões de reais.

    A defesa de Doria comemorou a decisão. “Quem ultrapassar a crítica extorquindo, ameaçando ou ofendendo a honra do governador será responsabilizado criminalmente por sua conduta e cumprirá pena de prisão”, afirmou o advogado Fernando José da Costa.

    Continua após a publicidade
    Publicidade