Clique e assine com até 92% de desconto

Itamaraty exonera funcionário que acionou embaixadas contra ‘golpe’

Por Da Redação 14 jun 2016, 15h12

O Ministério das Relações Exteriores exonerou nesta terça-feira o funcionário que enviou, em março, telegramas para todas embaixadas brasileiras no exterior alertando para um golpe de Estado em curso no país. Milton Rondó Filho, que já havia sido advertido e perdera o direito de autorizar comunicações do Itamaraty, deixará o cargo comissionado de Coordenador Geral de Ações Internacionais de Combate à Fome, cujo salário é de 25.702,98 reais. Os telegramas foram considerados sem efeito pela pasta pouco depois de virem à tona, publicados pelo jornal O Globo. Outro texto, também escrito por Rondó e assinado pela Associação Brasileira de Organizações Não-Governamentais (Abong), manifestou “profunda preocupação” com a crise política no Brasil e defendeu a luta pela democracia. A mensagem da Abong termina com “Não ao Golpe! Nossa luta continua!”. (João Pedroso de Campos, de São Paulo)

Publicidade