Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irmão de Janaína Paschoal defendeu Dirceu na Lava Jato

Autora do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, ao lado de Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior, Janaína Paschoal é a mais velha entre quatro irmãos advogados. Ela é sócia, ao lado das irmãs Nohara e Luana, do escritório Paschoal Advogados, baseado em São Paulo. O único dos irmãos fora do negócio da família é o caçula, Jorge Coutinho Paschoal, que integrou até o mês passado a banca do advogado Roberto Podval. Enquanto assistia à irmã ser chamada de “militante tucana” por parlamentares governistas, Jorge atuou na defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na Operação Lava Jato. Embora não apareça como signatário na maioria dos documentos enviados por Podval ao juiz Sergio Moro, o irmão de Janaína Paschoal assinou embaixo do pedido de habeas corpus preventivo pedido pelo petista em 2015, antes de ser preso na Lava Jato, e outras peças, como uma em que a defesa do petista acusa delatores de “lançarem o nome de Dirceu aos leões” depois de “terem tido relacionamentos comerciais lícitos (e naturalmente documentados)” com a empresa do ex-ministro. Segundo Janaína, o irmão deixou o escritório de Podval devido a divergências internas em torno da participação dela no processo de impeachment. (João Pedroso de Campos, de São Paulo)