Clique e assine a partir de 9,90/mês

Governo suspende troca no comando do Iphan, anunciada horas antes

Diário Oficial extra torna sem efeito a nomeação de Luciana Rocha Féres e não anuncia novo chefe do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

Por Da Redação - 12 dez 2019, 02h04

Em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o governo tornou sem efeito a nomeação de Luciana Rocha Féres para o cargo de presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), anunciada mais cedo no mesmo dia.

Féres foi nomeada em portaria assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que exonerou a presidente do instituto até então, Kátia Santos Bogéa. Mais tarde, no mesmo dia, o próprio Onyx suspendeu sua medida, sem especificar quem será indicado ao cargo.

Arquiteta, Luciana Féres carrega como experiências no setor cultural as atuações como diretora na Fundação Municipal de Cultura de Minas Gerais (2013 a 2016) e também gerente de Cultura no Sesc do mesmo Estado (2017 a 2019). Já Bogéa é historiadora e trabalhou por mais de 30 anos na Superintendência do Instituto no Maranhão.

Criado em 1937, o o Iphan é uma autarquia federal responsável pela preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro. 

Continua após a publicidade
Publicidade