Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Governo Doria cumpre meta de despoluição do Rio Pinheiros

Em mais um passo para limpar o local, governador anunciou que mais de 530.000 residências passaram a ter acesso ao serviço de saneamento básico

Por Diogo Magri Atualizado em 14 fev 2022, 10h57 - Publicado em 14 fev 2022, 10h50

O Governo de João Doria (PSDB-SP) anunciou a conclusão de uma de suas principais metas na despoluição do Rio Pinheiros, em São Paulo. Em sua conta de Twitter, o governador divulgou que 538.545 residências tiveram suas redes de esgoto ligadas ao sistema da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). O objetivo foi cumprido a 10 meses do prazo original, estabelecido em 2019 e previsto para dezembro de 2022.

“O Rio Pinheiros já tem vida novamente e os paulistas terão em breve um sonho realizado. O rio limpo e despoluído!”, escreveu o tucano em sua rede social.

Ampliar as redes de esgoto na região faz parte do programa Novo Rio Pinheiros, uma das principais promessas de campanha de Doria. Desde 2019, mais de 1,5 milhão de pessoas ao longo da bacia do rio passaram a ter acesso ao serviço de saneamento básico. Segundo a Sabesp, acelerar a conexão de esgoto desses bairros é o primeiro passo para tornar mais limpas as águas do rio.

O objetivo do governo estadual é reocupar as margens do Pinheiros e trazer a população para perto do rio. Além da despoluição das águas, fazem parte do pacote a reforma da ciclovia que acompanha o rio, a construção de um centro de convenções e gastronomia onde hoje fica a Usina São Paulo e a criação de um parque linear. Entre suas referências, Doria cita o Puerto Madero, área portuária que foi revitalizada até se tornar um dos bairros mais turísticos de Buenos Aires, na Argentina.

Os próximos passos da despoluição envolvem a implementação de Unidades de Recuperação, que farão o tratamento dos afluentes em locais onde a conexão do esgoto é mais difícil de ser feita, como no caso de ocupações irregulares, diretamente nos córregos. A gestão estadual quer entregar o Rio Pinheiros limpo até o fim do ano. Assim, ele poderá servir de trunfo na campanha de João Doria, que é pré-candidato a presidente da República pelo PSDB — e também ajudar na eleição do vice-governador Rodrigo Garcia, o tucano escalado para tentar manter o partido no poder em São Paulo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)