Clique e assine a partir de 9,90/mês

Gleisi quer, ‘no mínimo’, vice de Freixo para apoiar candidatura no Rio

Petistas dizem que Lula negociará com PSOL e PCdoB a retirada de candidaturas em SP para endossar Freixo e Manuela D'Ávila, que se lançará em Porto Alegre

Por Edoardo Ghirotto - Atualizado em 28 jan 2020, 16h37 - Publicado em 28 jan 2020, 16h01

Presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) afirmou que o partido quer, “no mínimo”, a condição de vice na chapa encabeçada pelo PSOL para apoiar a candidatura do partido aliado à Prefeitura do Rio de Janeiro. A aliança tem sido discutida porque o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) é o candidato de esquerda que está melhor colocado nas pesquisas de intenção de voto para o pleito.

“Nos locais em que tivermos aliados em melhor condição de vencer, não tem porque se negar a fazer uma composição, desde que haja uma conversa sobre qual é o lugar e o papel do PT nessa composição. No Rio, temos conversado muito com o PSOL e as coisas estão caminhando para termos uma frente de partidos de esquerda”, disse Gleisi. “Mas, para que o PT entre no Rio em uma composição com o PSOL, teríamos de ter, no mínimo, a participação na chapa com a vice”, acrescentou a presidente do partido.

 

A formação de uma aliança capaz de vencer a eleição no Rio de Janeiro é considerada “bem importante” por Gleisi por se tratar do reduto em que surgiu o bolsonarismo. “Podemos recuperar o Rio nesse processo de aliança. Isso é bem importante, porque a esquerda como um todo estava sendo bem combatida por lá. Não vamos nos esquecer que lá é o útero do bolsonarismo. Temos que ter uma ação mais incisiva, e fazer uma aliança pode ser mais interessante do ponto de vista de recuperar esse reduto. Mas ainda estamos finalizando”, disse.

Internamente, petistas dizem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá negociar com PSOL e PCdoB a retirada das candidaturas em São Paulo para consolidar o apoio do PT em outras capitais do país, como é o caso do Rio e de Porto Alegre, onde a ex-deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB) lidera as pesquisas de intenção de voto.

O ex-presidente realiza nesta terça-feira, 28, uma série de encontros para discutir a conjuntura das candidaturas do PT para as eleições municipais de outubro. Ele recebeu na sede do partido, em São Paulo, os pré-candidatos paulistanos à prefeitura e petistas importantes nos estados de Pernambuco e da Bahia. Além de Gleisi, participam das reuniões o deputado José Guimarães (CE) e o ex-candidato à Presidência Fernando Haddad.

Desde a eleição do presidente Jair Bolsonaro, as principais lideranças dos partidos de esquerda discutem a formação de uma frente partidária progressista, composta por legendas como PT, PSOL, PCdoB, PSB e PDT. Mas a composição desse bloco tem esbarrado nos interesses conflitantes dos dirigentes que comandam as siglas.

Continua após a publicidade
Publicidade