Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Gisele Bündchen faz apelo a Bolsonaro: ‘Natureza é nosso bem mais valioso’

Modelo criticou a possível fusão dos Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente

Por Da redação 1 nov 2018, 16h14

Gisele Bündchen fez um apelo ao recém-eleito presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL). Em suas redes sociais, a modelo gaúcha defendeu a manutenção do Ministério do Meio Ambiente, condenando uma possível fusão com o Ministério da Agricultura, proposta inicialmente pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

“Excelentíssimo futuro presidente eleito Bolsonaro. Como defensora do meio ambiente e cidadã brasileira, preciso manifestar a preocupação com a proposta de união entre os Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura. Dois órgão de imensa relevância nacional e que têm agendas próprias, e por vezes, incompatíveis. Temos um país abençoado com uma biodiversidade inestimável e com condição de liderar a guinada global rumo ao desenvolvimento sustentável. Conciliar conservação socioambiental e crescimento econômico é perfeitamente possível e necessário”, defendeu a modelo.

  • “Fragilizar a autoridade representada pelo Meio Ambiente, no momento em que as preocupações com as ameaças da mudança climática e do desmatamento se intensificam, pode ser desastroso e um caminho sem volta. Assim como o mundo precisa da Amazônia e demais florestas para o equilíbrio do clima, nosso agronegócio também precisa da floresta em pé para garantir as condições minímas para que continue tendo força no futuro. Nesta caminhada, o diálogo é fundamental”, explicou Bündchen.

    “A natureza é o nosso bem mais valioso na Terra, e preservar o meio ambiente é essência para o futuro dos nossos filhos e próximas gerações. Por favor, permitida que não retrocedamos décadas de luta pelas florestas”, concluiu a brasileira, que marcou o presidente em sua publicação.

    Jair Bolsonaro ainda não definiu como serão todos os ministérios em seu governo, mas deve reduzir de 29 para no máximo 16 pastas. Na quarta-feira, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, criticou a ideia de fusão com o Meio Ambiente. Em seguida, Onyx Lorenzoni revelou que a junção não está definida ainda.

    Continua após a publicidade
    Publicidade