Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Gilmar Mendes é o relator de segundo pedido de investigação contra Aécio

Por Da Redação 16 Maio 2016, 18h37

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o relator do novo pedido de abertura de inquérito contra o senador e presidente do PSDB Aécio Neves. Teori Zavascki, que centraliza os processos relativos ao escândalo do petrolão, não ficará com este caso porque o Ministério Público afirma que as apurações contra o tucano não têm relação com a Operação Lava Jato. Neste pedido de inquérito, o MP reuniu indícios de que Aécio, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) e o atual prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PMDB-RJ) teriam atuado, na época da CPI dos Correios, para maquiar dados do Banco Rural para omitir revelações sobre o esquema do valerioduto mineiro. A comissão de inquérito apurou o esquema do mensalão e era presidida pelo senador cassado Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), que fez acordo de delação premiada e citou os tucanos. Na última semana, Mendes suspendeu a coleta de provas contra Aécio em um inquérito já aberto e determinou a remessa das suspeitas contra o senador à procuradoria-geral da República para que o Ministério Público avalie a necessidade de continuidade das investigações contra o parlamentar. Segundo o ministro, Aécio apresentou esclarecimentos ao tribunal e sustentou que as novas provas usadas pelo procurador-geral Rodrigo Janot para pedir a abertura de inquérito, à exceção dos depoimentos do senador cassado Delcídio do Amaral em delação premiada, seriam, na verdade, elementos já usados também para pedir o arquivamento de outras investigações contra ele. Em nota, a assessoria do senador Aécio Neves disse que “pesquisa oficial feita nos arquivos da CPMI dos Correiros atesta que sequer houve o pedido mencionado pelo senador Delcídio Amaral. Isso demonstra a improcedência da citação feita ao senador Aécio Neves, o que ficará comprovado após a análise do caso”. (Laryssa Borges, de Brasília)

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)