Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

VEJA Gente

Por Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

Cenários da Globo estão na mira da Justiça: uso indevido de tecnologia

Equipamentos que controlam luminosidade nos telejornais seriam de empresa que detém patente

Por Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 12 jun 2024, 07h01

A empresa Da Silva Projetos Luminotécnicos processa a TV Globo por uso indevido de tecnologia própria utilizada nos cenários panorâmicos do telejornalismo, controlando a luminosidade externa e garantindo que as câmeras captem as imagens de forma nítida e com cores vibrantes. Segundo a empresa, autora da ação, que detém a patente da tecnologia de iluminação, a emissora comprou os equipamentos de um profissional que já trabalhou na empresa Da Silva, ou seja, conhecia todos os detalhes de fabricação, e fez uma cópia do sistema para a emissora quando já não mais trabalhava com o inventor. O equipamento é utilizado em programas como Bom Dia Brasil, Bom Dia São Paulo, Bom Dia Rio, entre outros que têm cenários panorâmicos com vistas para o lado externo ao prédio.

Gilberto Alves da Silva era contratado da ré prestando-lhe serviços de 2000 a 2013 na condição de iluminador. Em 2008, utilizando-se de sua formação profissional, desenvolveu um equipamento capaz de controlar a incidência de luz solar e permitir a gravação de imagens sem prejuízo da qualidade, mesmo com iluminação solar extrema. Tal invenção consiste na construção de um equipamento motorizado que promove o movimento vertical de placas de acrílico ND 03 e 06, que tem a função de controlar e filtrar a intensidade da luz natural que invade os estúdios panorâmicos”, diz o processo ao qual a coluna GENTE teve acesso.

O equipamento teve a invenção requerida pela Da Silva Projetos Luminotécnicos junto ao INPI, consistindo na instalação de placas de acrílico com pigmento de luminosidade e a construção de um sistema elétrico de movimentação das mesmas, adaptável ao espaço utilizado. A elaboração e desenvolvimento do projeto, assim como as placas de acrílico, teriam sido copiadas pela TV Globo de forma indevida. A empresa solicita que a Justiça calcule o valor dos royalties para definir a indenização a ser paga.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.