Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Frio pode ter provocado a morte de morador de rua em SP, afirma polícia

Sem marcas de violência, corpo foi encontrado caído numa calçada do bairro da Liberdade, no centro da capital

A Polícia Civil encontrou nesta quinta-feira um morador de rua morto numa das calçadas do bairro da Liberdade, no centro de São Paulo. Como o seu corpo não apresentava vestígios de violência, a polícia suspeita que a causa da morte tenha sido o frio. A massa polar que se deslocou pelo continente brasileiro nesta semana fez a temperatura cair na capital paulista. Na madrugada desta quinta-feira, os termômetros marcaram 8 graus à meia-noite – um dia antes, foi registrada a noite mais fria dos últimos doze anos, com 5,2 graus.

O cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e o laudo indicando a causa da morte deve sair em alguns dias. A ocorrência foi registrada no 1º Distrito Policial, no centro de São Paulo. Quando foi encontrado, por volta das 8 horas, o morador de rua estava desacompanhado.

Leia também:

Previsão do tempo em todo o Brasil

Se for confirmado o motivo do óbito por hipotermia, o desabrigado paulista será a segunda vítima da onda de frio no Brasil. O primeiro foi Marino Fernandes, de 53 anos, que morreu congelado no centro da cidade de Sinimbu, no Rio Grande do Sul.

Porto Alegre – Nesta quinta-feira, O IML da capital riograndense recolheu dois corpos de moradores de rua, cuja morte ainda não foi esclarecida. Por não apresentarem nenhuma marca de agressão física, a hipótese mais provável é a de que tenham sofrido algum mal súbito, como enfarte ou bloqueio cardiorrespiratório, associado à exposição à baixa temperatura. Nesta quinta-feira, Porto Alegre teve a noite mais fria do ano, com temperatura mínima de 1,4 graus, segundo o 8º Distrito de Meteorologia.

(Com Estadão Conteúdo)