Clique e assine a partir de 9,90/mês

Executivo do clube do bilhão celebrou resultado da eleição: ‘Dilminha venceu!!!’

Léo Pinheiro comemorou em trocas de mensagens anexadas ao inquérito da Lava Jato a derrota de Aécio Neves. E recebeu elogios de Jaques Wagner por contribuição para a vitória de Rui Costa na Bahia, segundo jornal

Por Da Redação - 17 jul 2015, 09h49

“Dilminha ganhou!!!”. Assim reagiu o presidente da OAS, Léo Pinheiro, ao saber do resultado das eleições presidenciais do ano passado. A contagem de votos, aliás, foi acompanhada com bastante apreensão entre os executivos da construtora, que integrava o chamado clube do bilhão. É o que mostra reportagem desta sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo com base em mensagens trocadas pelos empresários.

As mensagens estão anexadas no inquérito que apura a participação da empreiteira no esquema que sangrou os cofres da Petrobras. Enquanto o país esperava pelo resultado do pleito, um dos executivos escreveu, de acordo com a reportagem: “Informação de dentro do TSE [Tribunal Superior Eleitoral]: Aécio 5% na frente. FHC está falando em vitória de Aécio. Pode ser boato, mas…”. Pouco tempo depois, quando a vitória de Dilma sobre o tucano Aécio Neves se confirmou, Pinheiro escreveu a mensagem que abre este texto. Antes, enviou aos amigos a imagem de uma represa seca com a placa “Favor chorar aqui”. Em outra mensagem, ele encaminhou uma foto de Aécio vestindo a camisa do Vitória, da Bahia, com o texto: “Já tá acostumado a ser vice”.

Leia mais:

Os favores do empreiteiro

Continua após a publicidade

‘Brahma’, o apelido carinhoso de Lula entre os caciques da OAS

No dia seguinte à eleição, Pinheiro enviou a um amigo uma imagem de um eleitor numa urna com a frase “Este voto é um oferecimento de…”, seguido dos logos de financiadores de campanha, entre eles a OAS. Dias antes, em meio a trocas de mensagens sobre o cenário eleitoral, um colega de Pinheiro brincou: “Mais do que nunca Super Ministro da Infraestrutura, Leozinho”, em referência à possibilidade de vitória de Dilma. Nas eleições de 2014, a OAS doou 20 milhões de reais à campanha da petista e 8 milhões de reais a Aécio.

Em outras mensagens, Pinheiro recebe elogios de Jaques Wagner (PT), então governador da Bahia e hoje ministro da Defesa, quando seu candidato ao governo, Rui Costa (PT), que venceria as eleições, aparece liderando as pesquisas: “Já era. Você merece e contribuiu para isto”. Também foram apreendidas mensagens que mostram a intimidade entre os empreiteiros e o ex-presidente Lula, chamado de “Brahma”.

Leia também:

Continua após a publicidade

Agora é guerra: Eduardo Cunha vai romper com Dilma

Cunha pediu propina em contrato da Petrobras, diz delator

Depoimento de Marcelo Odebrecht sobre bilhete é adiado

(Da redação)

Publicidade