Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Executiva do PPS determina rompimento com Agnelo

Comando nacional da legenda exige que diretório do partido no Distrito Federal deixe base do governador petista, envolvido em denúncias

A Executiva Nacional do PPS determinou nesta terça-feira o fim da aliança do partido com o PT no Distrito Federal. O diretório local da sigla será obrigado a romper o apoio ao governador Agnelo Queiroz, envolvido em denúncias de corrupção. A decisão foi tomada por unanimidade.

Apesar da pressão do comando da legenda, o PPS do Distrito Federal vinha se recusando a deixar a aliança com Agnelo. O principal nome do partido na capital federal, Alírio Neto, anunciou recentemente o afastamento de suas atividades partidárias com o objetivo de se manter no cargo de secretário de Justiça do governo do Distrito Federal.

O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, diz que uma possível intervenção no diretório regional não está em discussão no momento: “A determinação está dada. Vamos ver se eles vão cumprir antes de tomarmos qualquer outra decisão”.

Além das denúncias de corrupção contra o governador, a decisão desta terça-feira levou em conta o incômodo causado pela aliança. Enquanto os deputados distritais do PPS apoiavam a gestão local do petista, os deputados federais do partido faziam, a poucos quilômetros dali, oposição ao PT no plano federal.