Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em SP, Dilma reclama de cansaço antes de comício

Por Da Redação 29 set 2014, 20h32

Depoisa da agenda relâmpago em Minas Gerais, a presidente-candidata Dilma Rousseff voltou a reclamar de cansaço ao chegar a São Paulo para um ato político com o ex-presidente Lula. Dilma interrompeu duas vezes a breve entrevista coletiva para pedir desculpas aos jornalistas: “Eu também estou achando a minha voz um horror”, disse. “É uma mistura de faringite com laringite. E muito esforço vocal”. Na entrevista, convocada para gravar imagens para os telejornais da noite, Dilma voltou a defender o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e reafirmou que o banco público não escolhe “seis ou sete empresas” para investir. A fala foi uma resposta a sua adversária Marina Silva, do PSB, segundo quem o BNDES repassa dinheiro “a meia dúzia de empresários”. “É uma leviandade tratar o BNDES como vem sendo tratado nessa campanha”, afirmou Dilma. (Bruna Fasano, em São Paulo)

Leia também:

Afônica, Dilma faz campanha relâmpago em Minas

Publicidade