Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“Ela ficou enciumada”, afirmou Maluf sobre Erundina

Apoio do PP à candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo foi homologado nesta segunda-feira durante a convenção municipal do partido

“Tem que ser na igreja, entrando pela porta da frente e abençoada pelo padre”, comparou o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) ao lhe perguntarem se teria exigido uma foto com o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva em troca do apoio de seu partido à candidatura de Fernando Haddad (PT) à prefeitura de São Paulo. A aliança, selada durante um almoço na mansão de Maluf na semana passada, foi homologada oficialmente na manhã desta segunda-feira, durante a convenção municipal do PP.

Leia também:

Leia também: Erundina: ‘Lula deve ter percebido o fora que deu’

“Não aceito aliança com Maluf”, afirma Erundina a VEJA

A fotografia do pepepista ao lado de Haddad e Lula acabou provocando a desistência da deputada Luiza Erundina (PSB) de seguir como vice na chapa. No fim do evento desta segunda, Maluf comentou a saída de Erundina. O ex-prefeito paulista afirmou que ela tomou a decisão por ciúmes. “Ela ficou enciumada porque Lula não foi à convenção dela, mas foi na minha casa”, disse.

Maluf argumentou que, no almoço com Lula, estavam presentes duas dezenas de fotógrafos, e, portanto, não tinha razão para o foto não ser feita. “Seria muito pior esconder”, declarou. “Se ele for de novo, eu tiro 10 vezes”.

O apoio do PP renderá ao Partido dos Trabalhadores mais 1m35s no horário eleitoral gratuito. Com isso, Fernando Haddad contará com 7min30s de propaganda gratuita. Em troca, Maluf passa a controlar uma secretaria do Ministério das Cidades e o PP ganha a liberdade para compor sua própria chapa de candidatos a vereador. O partido sairá com 20 nomes que disputarão a Câmara Municipal.