Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Eduardo Bolsonaro tenta ironizar sigla LGBT, mas vira piada

Internautas debocharam da publicação do Zero Três e acrescentaram a letra Q, de Queiroz, em referência ao enrolado ex-assessor

Por Da Redação - 14 out 2019, 11h11

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) virou motivo de piada na internet após publicar uma imagem vestindo uma camiseta que ironiza a sigla LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). “O conceito de LGBT foi atualizado com sucesso”, afirmou o Zero Três, exibindo as mesmas letras, mas com referências, em inglês, a Liberty (Liberdade), Guns (Armas), Bolsonaro e Trump.

O parlamentar exibiu a camiseta durante a conferência conservadora CPAC e, segundo ele, foi um presente de uma equatoriana que mora na Argentina. “Curtiram?”, questionou. Logo após a publicação, os usuários das redes sociais caçoaram da publicação com um alerta de que o parlamentar havia esquecido da letra Q. De Queiroz.

Além de fazerem graça com o enrolado ex-assessor do irmão Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, os internautas ainda sugeriram novos significados à camiseta. “Também atualizamos a definição de LGBT e incluímos a letra que você esqueceu [a letra Q]”, afirmou uma usuária pelo Twitter. “Laranja, Gado, Burro, Terraplanista e Queiroz”, zombou uma usuária do Twitter.

O deputado federal David Miranda repudiou a camiseta e afirmou que “não podemos admitir essa atitude de afronta e deboche aos LGBTs, principalmente vindo de um parlamentar filho do presidente”. O jornalista Gleen Greenwald do The Intercept republicou o vídeo de Eduardo e disse: “esse é o filho imbecil que o presidente está tentando indicar como embaixador do Brasil nos EUA”.

Confira algumas publicações em resposta ao parlamentar:

Publicidade