Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma: ‘Voto é a fonte da minha legitimidade e ninguém vai tirar essa legitimidade’

Presidente reconheceu a crise política em evento do Minha Casa, Minha Vida. Mais uma vez, afirmou que aguenta pressão e ameaças

Presidente mais impopular da história, Dilma Rousseff fez nesta sexta-feira mais um esforço para implementar a agenda positiva e tentar afastar a crise política – mas o fantasma do impeachment assombrou o discurso da petista. Dilma afirmou, em cerimônia de entrega de unidades do Minha Casa, Minha Vida em Boa Vista (RR), que “aguenta pressão, que aguenta ameaças”, que já passou por momentos muito mais difíceis do que os atuais e que a democracia tem que ser respeitada. “Voto é a fonte da minha legitimidade e ninguém vai tirar essa legitimidade que o voto me deu”, afirmou. “Podem ter certeza que, além de respeitar, eu honrarei o voto que me deram”, completou.

Lembrando que já viveu na época da ditadura, Dilma disse que o Brasil hoje é uma democracia que respeita a eleição direta pelo voto popular. “E eu respeito a democracia, sei o que é viver numa ditadura”, afirmou. Ao dizer que aguenta ameaças, Dilma contou que já sofreu esse tipo de pressão contra a própria vida.

Em movimento contrário ao adotado pelo PT – inclusive no programa do partido exibido na noite desta quinta -, a presidente reconheceu a crise política e garantiu que trabalhará “incansavelmente” para assegurar a estabilidade política do país e disse que é preciso ter respeito entre os três Poderes. “Me dedicarei com grande empenho a isso”, disse. “Me dedicarei dia e noite, hora por hora, para garantir que o país saia o mais rápido possível das suas dificuldades”, completou. Ao reconhecer que o Brasil passa por dificuldades e que ainda há muito a ser feito, Dilma disse que “somos hoje país mais forte, mais robusto”.

MCMV 3 – Dilma aproveitou a cerimônia de entrega de 747 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida em Boa Vista (RR) para reafirmar ” a boa notícia” de que lançará a terceira etapa do Minha Casa Minha Vida no dia 10 de setembro. “Vamos lançar no dia 10 de setembro. Três dias depois do dia da pátria”, disse. Essa é, porém, a quinta vez que a presidente coloca uma data para tirar a terceira fase do programa do papel.

Durante o evento, Dilma destacou a importância de investimentos do governo no Estado e afirmou que considera “um grande desafio” tornar Roraima “um símbolo” na região Norte. A presidente destacou que é preciso aproveitar características naturais do Estado como a luminosidade para investir em energia solar. “Aqui (nas unidades do MCMV) tem esse aquecimento. E a vantagem é pagar menos tarifa de energia elétrica”, afirmou.

(Com Estadão Conteúdo)