Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma Rousseff toma posse hoje em Brasília

Neste sábado, 1.400 convidados acompanham a chegada da primeira mulher à Presidência da República

Ao assumir o cargo de presidente da República, neste sábado, a ex-ministra da Casa Civil Dilma Vana Rousseff, 63, alcança o topo do Executivo – onde nenhuma outra brasileira conseguiu chegar até hoje. Afilhada política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que governou o Brasil durante oito anos, tem como um de seus principais desafios mostrar a que veio e sair da sombra do padrinho nos próximos quatro.

A solenidade está prevista para ter início às 14h, quando o Rolls-Royce deixa a Catedral de Brasília em direção ao Congresso Nacional. Meia hora depois, no plenário da Câmara, Dilma faz seu primeiro discurso já como presidente de fato, após ter assinado o termo de posse. Fala durante cerca de 45 minutos, em um tom mais oficial e técnico, com menos apelo emocional do que deve ser seu pronunciamento ao público, previsto para 17h, no Parlatório, em frente à Praça dos Três Poderes.

Na rampa do Palácio do Planalto ocorre um dos momentos de maior expectativa durante a cerimônia: a passagem da faixa presidencial. Em seguida, dá posse aos 37 ministros de seu primeiro escalão, em um ato conjunto e de caráter simbólico. No início da noite, um coquetel de recepção ocorre no Palácio do Itamaraty. É lá que Dilma recebe os cumprimentos de políticos brasileiros, autoridades e de 23 presidentes e primeiros-ministros que confirmaram presença. Ao todo, entre as cerimônias no Congresso, Planalto e Itamaraty, estão previstos 1.400 convidados – entre eles 11 mulheres que foram militantes de esquerda e dividiram a cela com a nova presidente no Presídio Tiradentes, em São Paulo.

Lula desce a rampa do Palácio direto para São Bernardo, no ABC paulista, onde dirigentes petiscas prepararam uma festa para recepcionar o já ex-presidente. Na Praça dos Três Poderes, shows com cantoras como Elba Ramalho, Zélia Duncan e Fernanda Takai estão previstos. Outras apresentações ocorrem ao longo do dia, desde 10h.

Detalhes – A posse terá como uma de suas principais inovações a forte presença feminina. Dilma selecionou seis mulheres do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para fazer sua escolta durante todo o percurso em que estiver no carro aberto. Além disso, outras seis inspetoras da Polícia Rodoviária Federal (PRF) reforçam a segurança no trajeto Granja do Torto – Catedral de Brasília.

No total, 10.000 pessoas estarão de olho na nova presidente, entre atiradores de elite, funcionários responsáveis pela guarda do espaço aéreo, policiais federais e os famosos Dragões da Independência. O público esperado é de 20.000 pessoas.

De última hora, Dilma, divorciada, resolveu ter a companhia da filha, Paula, ao desfilar no Rolls-Royce na capital federal. Atrás dela, num cadillac conversível, o vice-presidente, Michel Temer, e a mulher. A presidente quer uma cerimônia sem paradas longas. Foi um pedido feito por ela ao cerimonial.

Discreta, a petista deve usar maquiagem leve e o penteado tradicional da campanha – escova e fixador. A expectativa é que Dilma use um vestido de cor pérola, da estilista gaúcha Luiza Stadltander, que costura para a família Rousseff há anos. Foi ela que desenhou o vestido de noiva da filha da presidente e o que a própria Dilma usou na cerimônia, em 2008, em Porto Alegre.