Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dilma: agenda cheia antes das férias em Salvador

Presidente quer fechar ano com balanço do programa Brasil sem Miséria

Por Luciana Marques 13 dez 2011, 16h37

Às vésperas de suas férias, a presidente Dilma Rousseff carregou a agenda até sexta-feira da semana que vem a fim de fechar o ano sem grandes pendências. O único descanso da presidente até o recesso será nesta quarta-feira, dia do seu aniversário. Dilma vai comemorar os 64 anos ao lado da família, em Porto Alegre (RS).

De acordo com um comunicado interno do Planalto, a presidente deve tirar férias entre os dias 26 de dezembro e 10 de janeiro. Ela deve se hospedar com parentes na Base Naval de Aratu, em Salvador, mesmo local onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva costumava descansar. A presidente ainda prefere manter discrição sobre a viagem. Durante coletiva em Porto Alegre, nesta terça-feira, afirmou aos jornalistas: “Outro dia perguntaram para mim onde ia passar as férias e eu disse: no meu quarto.”

Esta não é a primeira vez que Dilma tira folga em praias brasileiras. Logo depois de eleita, em novembro de 2010, ela passou quatro dias em Itacaré (BA). No carnaval deste ano, a presidente descansou em Barreira do Inferno (RN).

Até a próxima viagem, Dilma deve conversar com ministros sobre o balanço de suas pastas e deixar recomendações para o período de sua ausência. A presidente quer fechar o ano com uma cerimônia sobre os últimos dados do programa Brasil sem Miséria, que deve ser marcada para esta sexta-feira. Em um ano marcado por sucessivos escândalos políticos, com a demissão de sete ministros e do mais recente episódio envolvendo o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, que tem dado dor de cabeça ao governo, o Planalto avalia que os números foram positivos.

Ritmo pesado – Nesta quinta-feira, os compromissos presidenciais começam logo cedo: às 10 horas Dilma recebe a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet, hoje dirigente da ONU Mulheres. Em seguida, participa da entrega do Prêmio Finep, destinado a empresas e inovadores na área de ciência e tecnologia. À tarde, a presidente recebe o primeiro-ministro da França, François Fillon, e depois entrega medalhas de mérito na Base Aérea de Brasília.

Na próxima semana, a agenda também está pesada: a presidente participa de reunião do Mercosul, no Uruguai, na terça-feira. No dia seguinte, oferece um coquetel no Palácio da Alvorada, em Brasília, para parlamentares de partidos aliados e ministros. A presidente também deve participar de um evento com catadores, em São Paulo, sem horário previsto. E ainda pode convidar os jornalistas que cobrem o Palácio do Planalto para o tradicional café da manhã de fim de ano. Esse evento, no entanto, ainda não tem data.

Continua após a publicidade
Publicidade