Clique e assine com até 92% de desconto

DEM discutirá fusão em novembro

Por Da Redação 28 out 2014, 10h32

Até o meio de novembro, a cúpula do DEM vai se reunir para analisar que rumo tomar após o resultado negativo nas eleições: além da vitória de Dilma Rousseff, o que mantém o partido fora do Executivo federal, a sigla sofreu com a redução de sua bancada na Câmara (de 28 para 22 deputados) e com a derrota de seus candidatos a governador. Grupos do partido defendem uma fusão com um ou mais partidos. Mas há opções bem diferentes: se a opção for se unir ao PSDB, o DEM deve ser “engolido” e os atuais caciques democratas perderiam poder. Caso a escolha seja por somar-se a partidos nanicos, a legenda deve preservar sua identidade. “Vamos discutir todas as propostas, sem nenhum açodamento”, diz o presidente do partido, José Agripino Maia. (Gabriel Castro, de Brasília)

Leia também:

‘Dilma não tem direito a lua de mel’, diz Aloysio

Publicidade