Clique e assine com até 92% de desconto

Delcídio renova licença médica e dribla processo de cassação

Por Da Redação 21 mar 2016, 18h14

O ex-líder do governo no Senado Delcídio do Amaral renovou pela segunda vez o pedido de licença médica e não deve prestar depoimento no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, colegiado onde tramita o processo de cassação contra ele. A oitiva de Delcídio estava agendada para a próxima quarta-feira. O senador já havia apresentado sua defesa prévia e, como os trabalhos do Conselho não dependem do depoimento em si, o processo que deve resultar na perda do mandato pode ter continuidade normalmente. Em entrevista a VEJA, Delcídio do Amaral revelou com exclusividade a atuação do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff para barrar as investigações do petrolão e disse que Lula “comandava o esquema”. O senador confirma que Dilma e o ex-ministro da Justiça e atual advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, atuaram para travar as investigações da Lava jato. “Dilma costumava repetir que tinha cinco ministros no STF. Era clara a estratégia do governo de fazer lobby nos tribunais superiores e usar ministros simpáticos à causa para deter a Lava Jato”, disse o ex-líder do governo. (Laryssa Borges, de Brasília)

Publicidade