Clique e assine a partir de 9,90/mês

Delator detalha repasses via caixa 2 a pedido de Rodrigo Maia

Confira vídeo em que o delator Benedicto Júnior afirma que o presidente da Câmara pediu doações da Odebrecht

Por Daniel Pereira, Felipe Frazão, Hugo Marques, Marcela Mattos, Renato Onofre, Robson Bonin, Rodrigo Rangel, Thiago Bronzatto - Atualizado em 13 abr 2017, 14h20 - Publicado em 12 abr 2017, 23h47

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) solicitou, em ao menos dois momentos, doação financeira ao ex-diretor da Odebrecht Benedicto Júnior, conforme o próprio executivo afirmou à força-tarefa da Operação Lava-Jato.

O pedido, de acordo com BJ, como é conhecido, aconteceu em 2008, quando o congressista solicitou 350.000 reais para apoiar campanhas de candidatos do DEM nas eleições municipais. O valor foi entregue a um assessor de César Maia, pai do deputado, sem que, no entanto, fosse feito qualquer registro eleitoral – o que configura o caixa dois.

O executivo conta ainda que em 2010 Rodrigo Maia pediu uma contribuição para seu pai, à época candidato a senador. A Odebrecht, novamente, atendeu o pedido e liberou 600.000 reais. Desse valor, 400.000 reais saíram do departamento de propinas.

Publicidade