Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Crivella e Paes não terão apoio de Silas Malafaia à Prefeitura do Rio

Líder evangélico que comanda a Assembleia de Deus Vitória em Cristo só pedirá votos na capital no segundo turno

Por Cássio Bruno
23 jan 2020, 19h14

Líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e influente no mundo evangélico, o pastor Silas Malafaia ficará neutro no primeiro turno da eleição à Prefeitura do Rio. Em entrevista a VEJA nesta quinta-feira, 3, o religioso afirmou que “são 99,9% as chances” dele não pedir votos para o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus e que tentará a reeleição, e nem para o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), de quem é amigo. Crivella e Paes disputam o eleitorado evangélico.

Malafaia argumenta que a decisão é para não prejudicar a votação do vereador Alexandre Isquierdo, aliado em busca da reeleição e ex-coordenador de campanha do deputado estadual Samuel Malafaia, irmão de Silas. Isquierdo e Samuel são filiados ao DEM, o mesmo de Paes. Na capital, a Vitória em Cristo tem 80 templos e cerca de 60 mil fiéis. O pastor mantém um programa de TV há 37 anos, um dos mais antigos entre as lideranças evangélicas.

“Quero eleger o meu vereador Alexandre Isquierdo. Não quero briga com ninguém para não interferir na votação dele. Sabemos como é a política”, disse Silas Malafaia, apoiador do governo Jair Bolsonaro. Sobre o segundo turno, afirmou: “Vamos deixar a água do rio correr”.

Em 2016, o pastor se aliou a Crivella apenas no segundo turno pelo mesmo motivo. Em 2018, manteve a estratégia e só pediu votos para Paes na reta final contra o então adversário Wilson Witzel (PSC). À época, o religioso adotou a tática para não atrapalhar a candidatura de Samuel Malafaia e do deputado federal Sóstenes Cavalcante, parlamentar reeleito pelo DEM.

Continua após a publicidade

Crivella aposta as fichas eleitorais nos evangélicos para chegar ao segundo turno. No segunda-feira, 20, o prefeito se reuniu, no Palácio da Cidade, com líderes do segmento. Entre os convidados, estavam R.R Soares, chefão da Igreja Internacional da Graça de Deus, e Josué Valandro Júnior, pastor da Igreja Batista Atitude, frequentada pela primeira-dama Michelle Bolsonaro, na Barra da Tijuca.

No encontro, participou ainda Jair Bolsonaro (sem partido). Apesar do esforço de Crivella, o presidente não declarou apoio ao prefeito e deverá ficar neutro no primeiro turno. Bolsonaro tratou de assuntos como a renegociação de dívidas da prefeitura com o BNDES e da liberação de dinheiro para obras da Transbrasil. O prefeito tem frequentado cultos fora da agenda oficial.

Paes, por sua vez, começará as primeiras conversas com líderes evangélicos. Entre eles, o bispo Abner Ferreira, da Assembleia de Deus Ministério de Madureira. Estava nos planos do ex-prefeito procurar justamente o pastor Silas Malafaia. O ex-prefeito aparece empatado com Crivella pela preferência dos evangélicos. Os dois têm 17%, segundo a última pesquisa do Datafolha, divulgada em dezembro.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.