Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CPI do Cachoeira elege presidente e pede dados ao STF

Reunião desta quarta-feira foi a primeira da Comissão Parlamentar de Inquérito. Relator vai aguardar documentos para definir agenda

A CPI do Cachoeira fez nesta quarta-feira sua primeira reunião de trabalho. Os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito aprovaram requerimento que pede ao Supremo Tribunal Federal (STF), à Procuradoria-Geral da República (PGR) e à Polícia Federal (PF) a íntegra das investigações das operações Vegas e Monte Carlo, que tiveram como alvo a quadrilha do contraventor Carlinhos Cachoeira.

Os integrantes do colegiado também referendaram a eleição do senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB) como presidente da comissão. O deputado Odair Cunha (PT-MG) assumiu oficialmente o posto de relator.

Leia também:

Ex-diretor da Delta é preso

Fernando Cavendish deixa comando da Delta

Radar: Debandada de líderes

Já na primeira reunião não faltaram sugestões de como o trabalho deve ser tocado. O PPS pediu a criação de quatro sub-relatorias. O deputado Fernando Francischini (PSDB-PR) cobrou a imediata convocação de Carlinhos Cachoeira. O senador Fernando Collor (PTB-AL) sugeriu a convocação do procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, para falar sobre o andamento das investigações. Mas o senador Vital do Rêgo Filho protelou esses debates.

O relator disse que o cronograma só poderá ser traçado depois do acesso ao material das investigações: “A partir da análise dos documentos, vamos estabelecer um plano de trabalho e a abrangência da nossa investigação. Não podemos começar as investigações só a partir do que os jornalistas estão investigando”, disse ele. O petista também disse ser contra a criação de sub-relatorias, o que reduziria a centralização das investigações e permitiria à oposição comandar ao menos uma parte dos trabalhos.

Governadores – O PSDB apresentou nesta quarta-feira um requerimento de convocação de dois governadores: o do Distrito Federal, o petista Agnelo Queiroz, e o de Goiás, o tucano Marconi Perillo. Ambos foram citados em conversas telefônicas da quadrilha de Cachoeira. “O objetivo é deixar claro que o PSDB trata as coisas com absoluta transparência, diferentemente de outros partidos”, disse o líder do partido na Câmara, Bruno Araújo (PE).

O próximo encontro da CPI foi marcado para a quarta-feira que vem, mas a reunião corre o risco de ser esvaziada por causa do feriado de 1º de maio, que cairá na terça-feira. A ideia do presidente é marcar as reuniões da comissão sempre às 14h30, às terças, quartas e quintas-feiras.