Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conselho de Ética deve adiar processo contra Cunha

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deve ganhar tempo para fortalecer sua base de aliados antes da sessão que tratará da abertura ou do arquivamento do processo que pede a sua cassação no Conselho de Ética. Pelos cálculos do presidente do colegiado, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA),a primeira reunião ocorreria no dia 27 de outubro, ao fim do prazo estabelecido para a Mesa Diretora da Câmara – da qual Cunha é presidente – devolver a representação protocolada contra o peemedebista. Mas a própria secretaria da Casa já prevê uma contagem diferente, o que dever levar a uma demora maior e jogar para frente o primeiro encontro do grupo que se debruçará sobre a cassação do presidente da Câmara. Em meio às novas denúncias sobre seu envolvimento no escândalo de corrupção na Petrobras, Cunha já colocou em prática nesta terça-feira a estratégia de tentar manter um amplo apoio de sua base e passou a manhã fora da Casa em reuniões com deputados. A ordem, agora, é ignorar as denúncias que o implicam cada vez mais no escândalo do petrolão e, ao mesmo tempo, agilizar a votação de uma pauta positiva. (Marcela Mattos, de Brasília)