Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Com ‘Super Moro’, grupo protesta contra Lula em Curitiba

Cerca de 150 manifestantes protestam durante depoimento do ex-presidente ao juiz; pré-candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ganha apoio

Por Guilherme Venaglia, em Curitiba Atualizado em 13 set 2017, 17h36 - Publicado em 13 set 2017, 15h59

Cerca de 150 manifestantes a favor da Operação Lava Jato e do juiz Sergio Moro se concentram nesta tarde em frente ao Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, para protestar durante o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao magistrado em processo no qual é acusado de receber propinas da Odebrecht.

O espaço foi reservado pela Secretaria de Segurança do Paraná (Sesp). Os manifestantes que apoiam Lula ficarão concentrados na Praça Generoso Marques, onde o ex-presidente deverá discursar após o depoimento.

Os manifestantes pró-Lava Jato carregavam um boneco inflável do “Super Moro”, uma homenagem ao juiz da Lava Jato. Em entrevista a VEJA, Júnior Ramos, que representa o Movimento Brasil Livre (MBL), atribuiu a baixa adesão ao fato de o protesto ocorrer em um dia de semana. “Muitos gostariam de vir, mas, infelizmente, não puderam por conta de ser uma quarta-feira e estarem trabalhando. O importante é marcar presença”, afirmou.

O protesto inclui um carro de som, faixas, camisetas e bandeiras do Brasil, muitas delas com a figura de Moro. A expectativa, no entanto, é de que o depoimento não resulte em nenhuma grande novidade a respeito da situação de Lula, segundo Ramos. “Lula vai ficar enrolando mais uma vez e não vai responder nada. A audiência deve transcorrer normalmente”, afirmou.

Boneco Moro
Boneco inflável do ‘Super Moro’, em ato de apoio à Operação Lava Jato, em Curitiba, durante depoimento do ex-presidente Lula Guilherme Venaglia/VEJA.com

O protesto congrega militantes de diversos grupos contra o petista. Entre os gritos de ordem, muitos pedidos pela prisão de Lula. Uma parcela também falou em defesa de uma intervenção militar e da candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência em 2018.

Continua após a publicidade

Veja vídeos com os manifestantes pró-Moro e Lava Jato em Curitiba:

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade