Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coaf identifica movimentações atípicas de Cachoeira

Ao longo desta semana, a CPI espera receber um lote de 51 dados bancários e fiscais para a consulta dos parlamentares

Sem conseguir arrancar qualquer confissão do contraventor Carlinhos Cachoeira, que coordenava um esquema de corrupção de agentes públicos e privados, a CPI do Cachoeira já dá como certo que os convocados a depor deverão permanecer em silêncio nas oitivas desta semana. Com os não-depoimentos, o trabalho dos integrantes da comissão terá necessariamente de se voltar ao cruzamento de dados de movimentações financeiras e à análise de milhares de documentos das operações Vegas e Monte Carlo.

Neste domingo, a CPI recebeu a confirmação do Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf) de que o bicheiro realizou movimentações atípicas em suas contas bancárias. A Secretaria Especial de Informática do Senado (PRODASEN) trabalha para que os integrantes da CPI tenham acesso às informações de Carlinhos Cachoeira já nesta terça-feira. O fim do sigilo das movimentações do contraventor foi uma das primeiras decisões tomadas pela comissão. Ao longo desta semana, a CPI espera receber ainda um lote de 51 dados bancários e fiscais para a consulta dos parlamentares.

Para o cruzamento dos dados bancários, fiscais e telefônicos de todos os suspeitos de integrar a quadrilha, os partidos e o relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), irão receber senhas específicas a partir de amanhã.