Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chefe de gabinete de Mário Negromonte é demitido

Exoneração de Cássio Ramos Peixoto foi publicada no DOU desta quarta-feira

As denúncias que abalam há meses o Ministério das Cidades provocaram a primeira demissão nesta quarta-feira. A exoneração do chefe de gabinete, Cássio Ramos Peixoto, foi publicada no Diário Oficial da União e assinada pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Em nota, o ministério disse que Peixoto foi destituído de suas funções por estar “desmotivado”. Ele era um dos homens de confiança do ministro Mário Negromonte, que também deverá perder o cargo na reforma ministerial. Integrantes do PP, partido de Negromonte, trabalham para sua substituição desde o ano passado.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Peixoto participou de negociações com um empresário e um lobista interessados num projeto milionário do ministério. No dia 9 de agosto, ele recebeu em seu gabinete o dono da Poliedro Informática, Luiz Carlos Garcia, e o lobista Mauro César dos Santos para discutir uma proposta de informatização da pasta.

O encontro ocorreu depois de três reuniões do empresário e do lobista na casa do deputado João Pizzolatti (PP-SC) para discutir o mesmo tema. Negromonte participou de pelo menos um desses encontros, assim como seu secretário-executivo, Roberto Muniz. Todos os envolvidos negam que as conversas trataram de algum acerto.

LEIA TAMBÉM

Negromonte: “Minha idade de mentir já passou”

PSDB pede afastamento do ministro Mário Negromonte