Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsonaro afirma que joga dentro dos limites da Constituição

Presidente lembrou que tem limitações para decretar estado de sítio e voltou a criticar as medidas restritivas adotadas por prefeitos e governadores

Por Da Redação 30 mar 2021, 23h52

Presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores na noite desta terça-feira, 30, que tem limitações para decretar estado de sítio um dia após promover mudanças no comando das Forças Armadas. “Eu jogo dentro da Constituição. Há algum tempo algumas autoridades não estão jogando nos limites da Constituição”, disse o chefe do Planalto na porta do Palácio da Alvorada.

As declarações foram dadas em interação com apoiadores transmitida por um canal na internet simpático ao presidente. Bolsonaro voltou a criticar as medidas restritivas adotadas por prefeitos e governadores na tentativa de conter a disseminação da Covid-19.

Ele as comparou, de forma equivocada, ao estado de sítio. “Quando se fala em estado de sítio, eu não posso decretar. Quem decreta é o Parlamento. Não existe isso aí. E mesmo em estado de sítio, eu tenho limites. E é para uma situação complicada de distúrbio, desordem em qualquer parte do Brasil. Não podem decretos municipais irem além do estado de sítio”, afirmou o presidente, lembrando que, mesmo com uma eventual implementação da medida, o poder atribuído ao presidente da República seria limitado.

Na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro pediu o cargo do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, como parte de uma reforma ministerial que envolveu seis pastas. Nesta terça, os comandantes Edson Pujol, do Exército, Ilques Barbosa, da Marinha, e Moretti Bermudez, da Aeronáutica, também deixaram os cargos.

Continua após a publicidade
Publicidade