Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘BNDES vai parar de pagar bolsa empresário’, diz Aécio

Em São Paulo, tucano exibiu inserções com ex-atletas e artistas na TV

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, afirmou nesta terça-feira que, se eleito, ao contrário do que acontece no governo Dilma Rousseff (PT), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai parar de pagar o “bolsa empresário”. “No nosso governo, o BNDES deixará de oferecer o bolsa empresário, e terá o seu ‘S’ de social valorizado”, disse.

Aécio disse que pretende utilizar os recursos do BNDES para financiar empréstimos a médicos, para que construam clínicas – ele disse que seu compromisso é com a construção de 500 clínicas durante o governo.

Em terceiro lugar nas pesquisas desde que Marina Silva (PSB) entrou na corrida, Aécio voltou a falar em uma “grande arrancada” para chegar ao segundo turno. “Estamos nos preparando para a grande arrancada e para a onda da razão com uma boa dose de emoção. É uma campanha de altíssimo astral”, disse. Em São Paulo, a campanha exibiu inserções que mostram artistas e ex-atletas declarando voto no canditato.

O senador também voltou a criticar a Marina, que classificou como “uma personagem criada” às vésperas da eleição.

“A candidata Marina defende agora a nossa política econômica. Mas quando nós lutamos muito para implantá-la no Brasil, ela ajudou o seu partido a combater o Plano Real e votou contra a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse o tucano. Ele também citou as alterações feitas no programa de governo de Marina dias depois de seu lançamento. “Nosso plano não será escrito a lápis. Será feito a caneta.”

Leia também: Na TV, Dilma usa imagem do Papa

Marina promete mudanças trabalhistas e tributárias – sem dizer quais nem como