Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aneel cobra da Light explicação sobre explosão de bueiros

Agência convoca reunião de emergência para esta tarde, em Brasília. Pela manhã, mais uma tampa voou pelos ares, em Copacabana

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) marcou para esta terça, em Brasília, uma reunião com representantes da Light para entender as explosões de bueiros que têm acontecido no Rio de Janeiro. O Ministério Público do estado deu o prazo de até amanhã para a Light assinar a redação do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Ficou acertado que a empresa poderá ser multada em cem mil reais a cada bueiro que explodir na cidade.

O problema se repetiu na manhã desta terça-feira Copacabana, na zona sul. O acidente ocorreu entre as ruas Dias da Rocha e Barata Ribeiro, onde a tampa de um bueiro voou e formou-se uma nuvem de fumaça. Funcionários da empresa de energia Light estão no local para apurar as causas do acidente.

Técnicos da Light, da Companhia de gás do estado (CEG) e peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) estão no centro investigando o que provocou a explosão em série de quatro bueiros na segunda-feira. Eles apuram a possibilidade de ter havido vazamento de gás no local. O trecho onde houve as explosões permanece interditado. O laudo do ICCE será finalizado em até 30 dias. As tampas que voaram atingiram das pessoas e um carro, que foi afetado na traseira enquanto passava pelo local.

A prefeitura do Rio, através de nota, considerou inaceitáveis as explosões nos bueiros e câmaras subterrâneas da concessionária Light na cidade. Segundo o executivo municipal, isso tem colocado em risco a segurança da população e o patrimônio público. A prefeitura expedirá multa contra a Light por danos ao patrimônio público e interrupção de vias públicas. A Procuradoria Geral do Município, além das diversas notificações já enviadas à Light e à Aneel, está preparando medida legal contra a concessionária de energia.