Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amigo de Moro encontra advogado de Lula

Luiz Fernando Delazari, amigo do juiz federal há 40 anos, afirmou que a reunião tratou de "diversos assuntos"

Uma reunião entre um amigo do juiz Sérgio Moro com um dos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva causou desconforto e desconfiança entre os integrantes da força-tarefa da Lava Jato. O encontro aconteceu há cerca de 15 dias, no escritório do advogado Roberto Teixeira, em São Paulo.

Luiz Fernando Delazari é assessor parlamentar do senador Roberto Requião (PMDB-PR) e amigo de Moro há cerca de 40 anos. Conhecido no meio político do Paraná, ele também é advogado, já foi secretário de Segurança Pública do Estado durante a gestão de Requião e promotor de Justiça.

Delazari viajou de Curitiba a São Paulo, onde se encontrou com Teixeira. O advogado Luiz Carlos da Rocha também participou da reunião. O assunto tratado não foi revelado. No mesmo dia, Delazari e Rocha teriam se encontrado com representantes da família Constantino, donos da Gol.

Integrantes da força-tarefa já tinham recebido informações de que amigos de Moro estariam sendo procurados por pessoas interessadas em informações pessoais e profissionais do juiz da Lava Jato. Um policial federal disse reservadamente à reportagem que considera o encontro “estranho”. Moro não sabia da reunião de Delazari com o defensor de Lula.

Na Lava Jato, o ex-presidente é réu no processo que apura a compra de triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Também responde a acusações de tentar atrapalhar as investigações da operação.

LEIA TAMBÉM:
Lava Jato: a delação do fim do mundo
Moro: “Nem eu sei aonde a Lava-Jato vai chegar”

Delazari confirmou que se encontrou com Teixeira, mas disse que nenhum assunto referente à Lava Jato foi abordado. “Não houve nada demais nisso.” Segundo ele, Teixeira fez perguntas e pediu a sua opinião sobre “diversos assuntos”.

Delazari afirmou que, naquele dia, tinha um curso em São Paulo e se encontrou na capital paulista com o advogado Luiz Carlos da Rocha, que também é seu amigo. Rocha teria sido chamado para um encontro com Teixeira e o assessor parlamentar acabou indo junto. “A minha amizade e lealdade ao juiz Sérgio Moro são inquestionáveis.”

Sobre a reunião com representantes da família Constantino, Delazari negou que o encontro tenha ocorrido na mesma data da reunião com Teixeira. Segundo ele, o encontro aconteceu há mais de quarenta dias. “Nada foi tratado sobre Lava Jato. Nem sabia que eles eram alvo de investigações. Conversamos sobre outros assuntos que tramitam na Justiça do Paraná.”

‘Relevância’

Delazari teve de se explicar ao juiz da Lava Jato, que soube do encontro pela reportagem. Em nota, Moro afirmou: “Conheço o advogado Luiz Delazari, ex-secretário de Segurança Pública do Paraná, e ele é uma pessoa muito correta. O episódio em questão, na minha opinião, não tem a menor relevância”.

O advogado Luiz Carlos da Rocha não foi encontrado pela reportagem. Roberto Teixeira não respondeu aos questionamentos feitos por e-mail. Por meio de nota, o advogado afirmou: “O único amigo íntimo do juiz Sérgio Moro com quem os advogados do nosso escritório tiveram contato, recentemente, para despacho é o desembargador João Pedro Gebran”. “Que, a despeito dessa condição, aceitou julgá-lo mesmo após termos arguido a sua suspeição.”

O Grupo Comporte, que representa a família Constantino, confirmou o encontro com Delazari e Rocha. “Esclarece que realizou uma reunião informal com os advogados, mas que nenhum deles foi ou é contratado para representar os interesses da empresa”, diz a nota.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. housekeeping

    eu continuo acreditando no Moro; se tem algum lance aí é por conta do amigo dele; logo logo vamos saber, primeiro julgamento, primeira sentença do Moro engaiolando o Lula.

    Curtir

  2. Se não PRENDEREM o LULA agora, é porque a Lava-Jato virou PIZZA 😦

    Curtir

  3. Arthur Silva Costa

    CANALHAS E CAFAJESTES,DEIXEM O JUIZ TRABALHAR EM PAZ PARA O BEM DO BRASIL.

    Curtir

  4. Sérgio Tricarico

    É o vale-tudo, daqui a pouco aparecem histórias da mãe do Moro, do nada!

    Curtir

  5. Marco Ferrari

    mexeu com outros partidos ,já era, quem vcs acham que mais tempo surrupiou o brasil,o pt há há há, idiotas.

    Curtir

  6. Fábio Luís Inaimo

    se lula não for preso, o povo vai esquarteja-lo assim como o fascista Mussolini !!

    Curtir

  7. alfredo cardoso neto

    Moro, um ser acima de qualquer suspeita. Ponto final.
    Os terroristas do PT/LULA, contudo podem querer minar a saúde profissional do magistrado, pois seus trunfos estão sendo minados e destruídos, com a VERDADE, então estaõ atraz de mínimos detalhes para tentar derrubar a muralha MORO. Por aqui estaremos de olho nesta cambada de safados e oportunistas.

    Curtir

  8. luis carlos araujo

    FORÇAS ARMADAS,ACHO QUE RESOLVE ESTE TIPO DE PROBLEMA OU NÂO??????????

    Curtir