Clique e assine a partir de 9,90/mês

Afif anuncia pré-candidatura a prefeito pelo PSD

Em entrevista ao site de VEJA, vice-governador confirma que decisão foi tomada para viabilizar aliança com PSDB na disputa à prefeitura de São Paulo

Por Carolina Freitas - 31 jan 2012, 15h34

O vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, confirmou nesta terça-feira sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo. O anúncio foi feito por meio do Twitter e do Facebook de Afif. Minutos depois, ele detalhou a decisão em entrevista ao site de VEJA. “Foi uma forma de viabilizar a aliança com o PSDB (nas eleições de outubro)”, disse. “Eu fugi o quanto pude, mas agora era ‘vai ou racha’.” Segundo ele, o acordo foi fechado entre os líderes do PSD na noite de segunda-feira, em uma reunião do diretório paulista do partido. Foi o prefeito Gilberto Kassab, presidente da legenda, quem arquitetou a candidatura de Afif. Desde o lançamento do PSD ele mencionava o nome do ex-governador como possível candidato. “Ele me disse que agora isso precisava deixar de ser só uma hipótese”, afirmou Afif. Diálogo – A entrada de Afif na disputa foi a forma encontrada por Kassab para pressionar o PSDB a aceitar o PSD na cabeça de chapa. O prefeito vinha negociando apoio a olhos vistos com o PT, para tentar “sensibilizar” os tucanos. Como a estratégia não vingou, Kassab decidiu oficializar a pré-candidatura de Afif. Ainda assim, o vice-governador disse que as negociações com o PT não estão encerradas. “O canal de diálogo continua aberto. De um lado estamos tentando consolidar uma aliança com o PSDB, mas não sabemos se ela vingará.” A notícia tem o impacto de uma bomba nas articulações internas dos tucanos para as eleições de outubro. Políticos ligados ao governador Geraldo Alckmin vêm organizando há meses um processo de prévias para a escolha do candidato do PSDB à prefeitura. Estão no páreo Bruno Covas, Andrea Matarazzo, Ricardo Trípoli e José Aníbal.

Publicidade