Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A nova programação de Lula no Rio de Janeiro

Petista passará pelo menos cinco dias no berço do bolsonarismo e terá eventos públicos e encontros privados

Por Caio Sartori Atualizado em 23 mar 2022, 15h18 - Publicado em 23 mar 2022, 11h33

Depois de ter adiado a ida ao Rio que estava marcada para o mês passado, Luiz Inácio Lula da Silva desembarcará no berço do bolsonarismo no próximo fim de semana. E ficará cinco dias, com uma agenda que mistura atos públicos e encontros privados com a classe política. 

No sábado, o petista vai prestigiar o aniversário do PCdoB, aliado histórico do PT, no Teatro Popular Oscar Niemeyer, em Niterói, região metropolitana do estado. No dia seguinte, há um almoço marcado com a deputada federal petista Benedita da Silva, decana do partido no Rio, que se recupera de uma cirurgia. 

Já depois do fim de semana, a segunda-feira está reservada para conversas com políticos locais. Uma certeza na lista, além dos petistas fluminenses, é o pré-candidato do PSB ao Palácio Guanabara, Marcelo Freixo – que tem hoje o apoio de Lula para a disputa, mas ainda precisa driblar resistências do PT e do próprio partido. Outros quadros que têm tentado uma reunião com o ex-presidente são o deputado federal Alessandro Molon, que preside o PSB no estado e tenta se candidatar ao Senado, e o ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves, do PDT, que é pré-candidato ao governo. 

Lula tende a reforçar aos aliados locais que quer apoiar Freixo, apesar da leitura de que o socialista, que cresce nas pesquisas com o apoio do presidenciável, agrega pouco a seu palanque local, por trazer junto uma ampla rejeição e a associação a temas “identitários”. Caberá ao PT indicar o candidato ao Senado na chapa: o presidente da Alerj, André Ceciliano, cujo evento de lançamento da pré-candidatura, em abril, deve promover uma união amplíssima da política do Rio, com deputados e prefeitos de diferentes matizes.

O que também já está definido na visita de Lula é a participação em um ato na Concha Acústica Marielle Franco, na Uerj, na quarta-feira. O espaço, que deve receber até 5 mil pessoas, sediará um evento do Grupo de Puebla, fórum de discussão composto por lideranças internacionais da esquerda. Outros compromissos do presidenciável devem ser confirmados nos próximos dias. Marcado para acontecer no mês passado, o encontro entre ele e o sambista Martinho da Vila, por exemplo, ainda não tem confirmação.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)