Clique e assine a partir de 9,90/mês

A largada dos nanicos liberais: Amoêdo e Rabello de Castro

Os candidatos do Novo e do PSC lançaram as suas candidaturas neste sábado 18

Por Da redação - 18 nov 2017, 19h15

Dois partidos, o Novo e o PSC, lançaram seus candidatos para as eleições presidenciais de 2018 neste sábado 18. Ambos têm visões liberais da economia.

Em São Paulo, o Novo anunciou o nome de João Dionisio Amoêdo, seu fundador, para concorrer ao pleito. “Eu não acredito em salvador da pátria. Eu acredito em time. Eu acredito em equipe”, disse Amoêdo.

Amoêdo defende a desestatização (privatização) de empresas e é contra a intervenção excessiva do Estado na vida das pessoas. Prometeu “um país simples, com sociedade baseada em princípios e valores, sem burocracia, um país livre, onde o cidadão tenha liberdade, sem a tutela do Estado. E um país onde todos possam chegar lá”.

Em Salvador, na Bahia, o economista Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, anunciou sua candidatura pelo Partido Social Cristão (PSC).

Continua após a publicidade

Rabello de Castro é autor do livro O Mito do Governo Grátis. Neste sábado, prometeu crédito para as empresas pequenas e crescimento econômico. “Precisamos retomar o crescimento e elevar o PIB de pelo menos 16% para 18%”, disse.

Também falou em defesa da iniciativa privada. “É preciso transformar nossa sociedade, para que as pessoas criem o prazer de se tornar empreendedor. Através do empreendedorismo podemos alavancar a economia”, disse.

Publicidade