Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Como o novo partido de Bolsonaro vai estragar as reformas de Paulo Guedes

Thomas Traumann analisa a saída do presidente da República do PSL e como isso influencia na política econômica

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta terça-feira, 12, que deixará o PSL para trabalhar pela criação de um novo partido, cujo nome será Aliança pelo Brasil. A informação foi antecipada por VEJA nesta segunda-feira. Bolsonaro se reuniu com parlamentares aliados no Palácio do Planalto para informá-los de sua decisão.

O divórcio vai ser litigioso. O presidente quer sair e levar consigo uns 30 dos 54 deputados e evitar que eles percam o mandato alegando que o partido não é transparente na sua prestação de contas. Mas a disputa, na verdade, é por dinheiro.

Entenda neste episódio do podcast Traumann Traduz