Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Braga Netto, um general na Casa Civil

O militar assume uma pasta historicamente importante para o Executivo, esvaziada pelo governo em seus pouco menos de 14 meses

Por Da Redação Atualizado em 5 mar 2020, 19h33 - Publicado em 5 mar 2020, 19h15

O general de Exército Walter Souza Braga Netto assumiu recentemente uma nova missão na carreira. Aos 62 anos, ele foi nomeado Ministro-Chefe da Casa Civil no governo Bolsonaro. É o primeiro militar a assumir a pasta em quase quatro décadas. Antes dele, o último que ocupou o cargo vindo da caserna foi o general Golbery do Couto e Silva, entre 1974 e 1981 – do governo do general Geisel até o início da gestão do general Figueiredo, presidente que encerrou o período de ditadura militar.

Respaldado pelas Forças Armadas e prestigiado por sua atuação na intervenção federal no Rio de Janeiro, Braga Netto terá a função de coordenar os outros ministros, como anunciou o presidente. Ele assume uma pasta historicamente importante para o Executivo, mas que foi esvaziada pelo governo em seus pouco menos de 14 meses. Onyx Lorenzoni perdeu poderes no cargo neste período e foi deslocado para o Ministério da Cidadania, no lugar de Osmar Terra, que é deputado federal pelo MDB e reassumiu o mandato na Câmara.

A chegada de Braga Netto mostra a força do grupo militar e deve fortalecer a Casa Civil, responsável pela relação institucional entre o Executivo e os demais Poderes.

Conheça os detalhes de cada etapa da história de Braga Netto em mais uma edição do podcast Funcionário da Semana.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)