Clique e assine a partir de 9,90/mês

Braga Netto, um general na Casa Civil

O militar assume uma pasta historicamente importante para o Executivo, esvaziada pelo governo em seus pouco menos de 14 meses

Por Da Redação - Atualizado em 5 mar 2020, 19h33 - Publicado em 5 mar 2020, 19h15

O general de Exército Walter Souza Braga Netto assumiu recentemente uma nova missão na carreira. Aos 62 anos, ele foi nomeado Ministro-Chefe da Casa Civil no governo Bolsonaro. É o primeiro militar a assumir a pasta em quase quatro décadas. Antes dele, o último que ocupou o cargo vindo da caserna foi o general Golbery do Couto e Silva, entre 1974 e 1981 – do governo do general Geisel até o início da gestão do general Figueiredo, presidente que encerrou o período de ditadura militar.

Respaldado pelas Forças Armadas e prestigiado por sua atuação na intervenção federal no Rio de Janeiro, Braga Netto terá a função de coordenar os outros ministros, como anunciou o presidente. Ele assume uma pasta historicamente importante para o Executivo, mas que foi esvaziada pelo governo em seus pouco menos de 14 meses. Onyx Lorenzoni perdeu poderes no cargo neste período e foi deslocado para o Ministério da Cidadania, no lugar de Osmar Terra, que é deputado federal pelo MDB e reassumiu o mandato na Câmara.

A chegada de Braga Netto mostra a força do grupo militar e deve fortalecer a Casa Civil, responsável pela relação institucional entre o Executivo e os demais Poderes.

Conheça os detalhes de cada etapa da história de Braga Netto em mais uma edição do podcast Funcionário da Semana.

Publicidade