Clique e assine com até 92% de desconto

Zuckerberg dá bronca em funcionários por apagarem lemas negros do mural do Facebook

Funcionários riscaram o slogan “black lives matter” do mural de recados da sede da empresa de tecnologia, em Palo Alto, na Califórnia

Por Da Redação 26 fev 2016, 14h55

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, repreendeu seus funcionários por uma série de incidentes em que o slogan “black lives matter”, vidas de negros são importantes, em tradução para o português, foi riscado e substituído por “all lives matter”, ou todas as vidas importam, nas paredes da sede da companhia.

A frase “black lives matter” é o slogan de uma campanha que surgiu após o assassinato do jovem Trayvon Martin em 2012 e que luta pelo fim da violência contra a comunidade negra nos Estados Unidos. Após a popularização do movimento, o compartilhamento da citação “all lives matter” nas redes sociais cresceu, em uma ação que muitos consideraram como de reprovação à campanha original.

Leia também:

Ferguson vive outra noite tensa com 23 detidos

Policial do Texas mata estudante negro desarmado

“‘Black lives matter’ não significa que outras vidas não têm importância – está simplesmente pedindo que a comunidade negra também alcance a justiça que merece”, escreveu Zuckerberg em um comunicado interno do Facebook obtido pelo site de tecnologia Gizmodo. O empresário expressou sua decepção ao ver que, mesmo após uma reunião com sessão de perguntas e respostas sobre o tema, o “comportamento inaceitável” continuou e os funcionários alteraram as mensagens nos murais da sede da empresa, em Palo Alto, na Califórnia.

O Facebook agora está investigando melhor o caso. Como grande parte da indústria de tecnologia, a maior parte dos empregados do Facebook é branca e do sexo masculino. De cerca de 5.500 funcionários da empresa, apenas 81 são negros, de acordo com um relatório de diversidade divulgado recentemente pela própria empresa.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade