Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Yitzhak Shamir é enterrado com honras de chefe de estado

Aliados e opositores destacam importância de Shamir para o estado de Israel

Foi enterrado nesta segunda-feira, em Jerusalém, o ex-primeiro-ministro israelense Yitzhak Shamir, que morreu no sábado aos 96 anos. O velório com honras de chefe de estado contou com a presença de líderes de seu partido (Likud) e rivais políticos, que destacaram sua integridade moral e sua visão do interesse de Israel acima de qualquer outra circunstância.

“Trabalhamos juntos durante mais de seis anos. Muitas vezes nossas posições eram opostas, nossa visão da realidade era distinta, mas os dois estávamos convencidos de que éramos fiéis e sinceros israelenses, crentes em nosso destino e amantes de nossa terra”, disse o atual presidente israelense, Shimon Peres.

Peres, que foi primeiro-ministro entre dois períodos de governo de Shamir (1983 a 1984 e 1986 a 1992), destacou que sua rivalidade política na época sempre encontrou o denominador comum em “uma profunda crença de que éramos filhos de um mesmo povo”, e ressaltou o papel que teve o falecido na criação do estado judaico.

Grandes da Nação – Ex-membro da milícia judaica Lehi, agente do serviço secreto israelense (Mossad), deputado, ministro e primeiro-ministro, Shamir foi enterrado na Parcela dos Grandes da Nação – reservada para os líderes do sionismo e do estado de Israel.

O atual primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, do mesmo partido de Shamir, elogiou a devoção dele pela aspiração do povo judeu a um estado, sua contribuição à segurança nacional e sua determinação em conseguir que mais de 1 milhão de judeus russos e etíopes retornassem à Israel.

(Com agência EFE)