Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Visto de turista para os EUA fica mais caro a partir de abril

Com reajuste de 14%, valor para solicitar autorização passa a ser de US$ 160

Por Da Redação 30 mar 2012, 13h36

O valor da taxa para solicitar visto aos Estados Unidos sofrerá um reajuste de 14% a partir do próximo dia 13 de abril, anunciou nesta sexta-feira o Departamento de Estado americano. Turistas, empresários, estudantes, intercambistas e tripulantes terão de pagar 160 dólares (cerca de 292 reais) para obter a autorização de entrada no país – 20 dólares (36 reais) a mais do que antes.

Já as permissões para trainees, trabalhadores temporários, empregados transferidos para a mesma empresa, atletas, artistas, estrangeiros com habilidades extraordinárias e membros de programas internacionais de intercâmbio cultural subiram 27%, e passam a custar 190 dólares (346 reais).

“Os valores atuais dos vistos não cobrem os custos de processamento. O aumento nos valores para vistos de não imigrantes criará condições para ampliar instalações e satisfazer necessidade de mão de obra gerada pela demanda por vistos”, informou o Departamento de Estado.

Benefícios – A boa notícia é que os vistos para investidores, noivos de americanos e todos os tipos de imigrantes ficarão mais baratos, devido a uma “realocação de recursos”, explica o Departamento de Estado por. As mudanças acontecem na mesma semana em que EUA facilitaram a concessão de vistos para brasileiros a trabalho no país.

Na segunda-feira, a diplomacia americana anunciou que os Estados Unidos estão prontos para incluir o Brasil no programa Global Entry (GEP, na sigla em inglês). Segundo os representantes da missão diplomática dos EUA no Brasil, viajantes aprovados em uma seleção prévia de documentos poderão evitar a fila de controle de passaporte em 20 aeroportos americanos, entre eles os de Miami e Nova York.

Leia também:

Leia também: Brasileiros nunca foram tão bem-vindos nos Estados Unidos

Continua após a publicidade

Publicidade