Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vice-primeiro-ministro britânico condena assentamentos israelenses

Londres, 16 jan (EFE).- O vice-primeiro-ministro britânico, Nick Clegg, afirmou nesta segunda-feira que Israel causa um ‘imenso dano’ ao processo de paz no Oriente Médio com a construção de assentamentos ilegais em território palestino.

Ao término de reunião com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, o britânico disse que a instalação de colônias é um ‘ato de vandalismo’ que ameaça o estabelecimento de dois Estados vizinhos.

Israel não deixou de construir assentamentos em território palestino, apesar das pressões da comunidade internacional e da ONU. Apesar das críticas, Clegg disse que o país do Oriente Médio é um ‘guia de democracia para a região’.

‘A construção das colônias não significa um aumento da segurança dos cidadãos israelenses. É por isso que a condeno de maneira enérgica’, afirmou o político.

Abbas deverá se reunir também com o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, e o ministro das Relações Exteriores, William Hague, para discutir a situação no Oriente Médio. Depois de Londres, o presidente da Autoridade Nacional Palestina visitará Alemanha e Rússia.

Segundo fontes palestinas, o motivo da viagem pela Europa é buscar apoios para as negociações com Israel, que estão sendo mediadas pela Jordânia.

No dia 26 de janeiro, se encerra o prazo concedido pelo Quarteto de Madri, composto por Estados Unidos, União Européia, Rússia e ONU, para que Israel e Palestina apresentem suas propostas para um acordo de paz.

Ambas as partes, no entanto, estão pessimistas sobre as negociações. A Autoridade Nacional Palestina exige que Israel acabe com a construção dos assentamentos, o que primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nega-se a fazer. EFE