Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Versão de Pink Floyd embala resistência jovem no Irã

O novo refrão da música: 'Ei, aiatolá, deixe as crianças em paz!'

Uma nova versão da clássica música de protesto Another Brick in The Wall, da banda Pink Floyd, está se tornando um hino da resistência ao regime autoritário do Irã. Gravada pela banda Blurred Vision, dos irmãos iranianos Sohl e Sepp, a canção mudou de refrão – para Hey ayatollah, leave those kids alone (“ei, aiatolá, deixe essas crianças em paz”). E já ultrapassou a marca das 110.000 visitas no YouTube – sendo vista, inclusive, por jovens no Irã.

O cover e o vídeo surgiram depois dos protestos motivados pelas suspeitas de fraude nas eleições de 2009, quando Mahmoud Ahmadinejad foi reeleito presidente num pleito cercado de dúvidas. “Recebemos uma mensagem de uma fã do Irã que dizia ‘Mantenham sua voz viva. Se vocês não o fizerem, ninguém irá nos ouvir'”, disse o músico Sepp em uma entrevista ao jornal britânico The Independent.

Antes de gravar o clipe e postá-lo no YouTube, os irmão enviaram uma cópia da música para o cantor Roger Waters, autor da original do Pink Floyd. “Não queríamos fazer isso sem a aprovação dele, que nos respondeu muito rápido. Ele disse: ‘De agora em diante, essa versão da música é de vocês’.” A gravação do vídeo, de orçamento baixo, contou com a ajuda do cineasta iraniano Babak Payami e de Terry Brown, um produtores de rock do Canadá.

Ativismo político – Adeptos do uso da internet, os irmãos vão além do ativismo pela música. Sohl e Sepp encorajam jovens que vivem no Irã a usar um software chamado Haystack. O programa facilita a navegação on-line, já que o uso da internet é censurado no país. “Ele funciona tão bem que levaria centenas de anos para supercomputadores conseguirem bloqueá-lo”, comentou Sepp ao Independent.